DESERTO DO ATACAMA

O deserto do Atacama, localizado no norte do Chile, se estende por uma faixa de 106 mil quilômetros quadrados, espremida entre o oceano Pacífico e a cordilheira dos Andes. É considerado o deserto (não polar) mais seco da Terra. Em algumas áreas nunca foram registradas chuvas. Em tais condições, é um desafio para plantas e animais sobreviverem. A loma, por exemplo, que é uma espécie de gramínea, vive da umidade da névoa condensada sob as pedras.

O fato da umidade do ar ser tão baixa, aliada a uma atmosfera limpa e à altitude elevada, tornou a região um dos lugares preferidos para observações astronômicas no mundo. O maior projeto astronômico até hoje instalado, o ALMA, foi inaugurado no Atacama em 2013.

A cidade mais conhecida da região, e onde concentra-se a maior estrutura de hotéis e restaurantes, é o povoado San Pedro de Atacama, localizado a 1629 km ao norte da capital Santiago, e a uma altitude de 2.450 metros, algo que normalmente não causa nenhum desconforto.

O Atacama possui paisagens incríveis, com lagoas, salares, vulcões, muitas cores, montanhas e gêiseres, formando um cenário tão diferente ao que estamos acostumados, que as vezes parecemos estar pisando em outro planeta.

Viagem Atacama Chile
Laguna Miñiques / Foto: Algum Lugar na Terra

CURIOSIDADES

  • O Deserto do Atacama era Boliviano: a região de Antofagasta (Chile) onde está localizado grande parte do deserto do Atacama, bem com a cidade de Calama e o povoado de San Pedro de Atacama, pertenciam à Bolívia até 1883. O território foi perdido durante a Guerra do Pacífico, deixando a Bolívia sem o deserto, rico em minérios, e sem uma saída ao mar desde então;
  • Deserto (não-polar) mais árido do mundo – com uma média anual de chuvas menor que 3 mm é considerado o deserto mais seco do mudo;
  • Lagoa que não afundamos – assim como no mais famoso Mar Morto, no Atacama também podemos entrar na água e não afundar pela quantidade de sal presente. Isso é possível na Laguna de Piedras;
  • Nasa simula envio de robô a Marte – por apresentar condições extremamente secas, experimentando décadas sem chuvas, aliado à alta exposição à radiação UV e por ter um solo muito salgado, o Atacama foi considerado a região com condições mais próximas de Marte na Terra, o que tornou o local ideal para testes;
  • Minérios preciosos – apesar de árido e inóspito, a região do deserto do Atacama possui riquezas que poucos conseguem imaginar. De suas planícies são retiradas grandes quantidades de minérios como ouro, prata, cobre, lítio e enxofre. O Chile possui as maiores reservas mundiais conhecidas de cobre e lítio, e estão localizadas nesta região.
Mapa Atacama Guerra do Pacífico
Mapa da Região do Atacama antes da Guerra do Pacífico (em comparação com os limites atuais)

O QUE FAZER

Gêiseres del Tatio

El Tatio é um campo de gêiseres localizado cerca de 98 km de San Pedro de Atacama, numa altitude de 4.320 metros. Trata-se do maior campo de gêiseres do hemisfério sul e o terceiro maior do mundo. A maior atividade dos gêiseres ocorre de manhã, entre às 6h e 7h, então os passeios saem de San Pedro muito cedo, por volta das 5h da manhã.

O termo “El Tatio” é proveniente de uma língua extinta que era falada na região, Kunza. Com relação ao significado da palavra, as vezes traduzido para “forno” e em outras para “avô”. Este tour é um dos clássicos do deserto do Atacama. Durante o trajeto podemos observar a fauna e flora local, como vicunhas, viscachas (primos do coelho), raposa andina, cactos gigantes, entre outros.

ATACAMA eL TATIO
Gêiseres del Tatio / Foto: Algum Lugar na Terra

Lagunas Miscanti e Miñiques (Lagunas Altiplânicas)

Esta é a atração mais bem avaliada no site Tripadvisor, e não por acaso. Essas lagoas estão localizadas dentro da Reserva Nacional Los Flamencos a uma distância de 115 km de San Pedro. As agências de turismo vendem este passeio como “Lagunas Altiplânicas” e as vezes incluem outras lagoas além da Laguna Miscanti e da Miñiques.

As Lagunas Altiplânicas são lagoas de altura, localizadas no Altiplano Andino. O Altiplano é uma região de planície, uma área onde a cordilheira dos Andes é mais larga, compreendendo o noroeste da Argentina, o ocidente da Bolívia, o norte do Chile e o sul do Peru.

O Altiplano possui características ambientais e ecológicas únicas. Sua altura média é de cerca de 3.750 metros, e é dominado por vulcões ativos, como o Licancabur (5.916 m) no deserto do Atacama.

Lagunas Altiplânicas Atacama Viagem
Laguna Miscanti / Foto: Algum Lugar na Terra

Valle de La Muerte

Também chamado por alguns de (Valle de Marte, pois afirmam que este seria o nome original e foi distorcido), está localizado cerca de 3 km do centro de San Pedro de Atacama. Fica no meio da Cordilheira de Sal, uma região montanhosa avermelhada formada por argila e sal que foi sendo esculpida pela ação do vento e da chuva ao longos dos milênios.

Um cenário mágico, com paisagens inóspitas e tão singulares que podemos imaginar que estamos em outro planeta. O cenário fica ainda mais bonito com o pôr do sol.  O visual mais impressionante que se tem é de um mirante onde você pode notar os diferentes tons e camadas de sedimentos que formam o vale. Pela curta distância, pode-se alugar bicicletas em San Pedro para ir até o local.

Viagem Atacama Dicas
Valle de la Muerte / Foto: Algum Lugar na Terra

Valle de La Luna

Este vale está a 15 km de San Pedro e assim como o Valle de la Muerte, está localizado no interior da Cordilheira de Sal. Se diferencia do primeiro por ter uma aparência mais clara, esbranquiçada, lembrando mais uma aparência lunar e por isso recebeu este nome.

Várias agências que realizam o tour, fazem junto com o passeio do Valle de la Muerte, terminando o passeio na “Pedra do Coiote”, uma pedra suspensa em um paredão que oferece outra vista incrível do deserto do Atacama.

Atacama Destino Viagem
Pedra do “Coiote” / Foto: Algum Lugar na Terra

Laguna Cejar (e Laguna de Piedras)

Lagoa natural localizada no Salar de Atacama a 28 km de San Pedro. Possui águas esverdeadas e cristalinas com grande salinidade, fazendo com que os corpos boiem livremente, efeito similar ao que ocorre no Mar Morto. Porém, devido ao turismo, talvez sem controle, está interditada para banho devido à deterioração causada por protetores solares. Atualmente, permite-se o banho na Laguna de Piedras, que fica ao lado desta.

Ojos del Salar

São duas crateras com água salgada que se formaram devido a perfurações nos anos 70 em busca de petróleo (alguns guias falam que a origem é desconhecida ou que foram causadas pelo impacto de meteoritos, o que não é verdade). Não encontraram petróleo e abandonaram estas crateras.  Assim como na Laguna de Piedras, também é possível nadar, porém essas lagoas possuem menos sal, não sendo possível flutuar livremente como na Laguna de Piedras.

Laguna Tebinquinche

Normalmente o passeio é oferecido para ser feito junto com a Laguna Cejar e Ojos del Salar, e normalmente é o ponto final do passeio. É lindíssima, mas normalmente possui pouca água e blocos de sal. As cores da água, com o sal e as montanhas ao fundo, formam um cenário muito bonito. No pôr do sol essas montanhas ficam avermelhadas, e a beleza é realçada. Um passeio que está entre os mais bonitos da região.

Deserto do Atacama Laguna Tebinquinche
Laguna Tebinquinche / Foto: Algum Lugar na Terra

Salar de Atacama

O Salar de Atacama é um deserto de sal localizado a 55 km ao sul da cidade de San Pedro. Possui uma área de aproximadamente 3000 quilômetros quadrados e algumas áreas fazem parte da Reserva Nacional Los Flamencos. É cercado por montanhas e concentra espécies de flamingos e outras aves, como também vicunhas, alpacas e lhamas. Com paisagens deslumbrantes, é outro local que faz jus à fama das belezas do Atacama.

Salar de Tara

Este salar não tivemos a oportunidade de visitar na nossa viagem ao deserto do Atacama, mas não ficará de fora quando passarmos pela região em nossa viagem de volta ao mundo de carro (conheça nosso projeto). É a segunda atração mais bem avaliada do Atacama pelo site Tripadvisor (a primeira são as Lagunas Altiplânicas). Fica a 140km de San Pedro e por isso, normalmente é um tour de um dia inteiro.

Obs. Por questões ambientais, de preservação e recuperação da fauna e flora, os setores 1 e 2 da reserva Nacional Los Flamencos (a qual engloba o roteiro tradicional ao Salar de Tara) estará fechado até 3 de junho de 2020.

O turismo também precisa ser responsável e ter este tipo de controle para que estes lugares tão bonitos e únicos, assim permaneçam.

Então, antes de programar sua visita, poderá consultar o site da Reserva Nacional Los Flamencos, que é o orgão ambiental, para verificar se estará aberto à visitação quando você estiver no deserto do Atacama.

Deserto do Atacama Salar de Tara
Salar de Tara – Foto: Sernatur

Vulcão Licancabur

Está localizado entre o Chile e a Bolívia, nas proximidades de San Pedro do Atacama, e domina a paisagem da área do Salar de Atacama, sendo possível avistá-lo praticamente o tempo todo. Com guias especializados é possível fazer a ascensão até o topo, nos seus 5.916 metros. A subida normalmente é feita em 2 dias (1 noite).

Deserto do Atacama Licancabur
Vulcão Lincancabur e Laguna Verde – Lado Boliviano / Foto: Algum Lugar na Terra

COMO CHEGAR

A maneira mais fácil e habitual de chegar ao Deserto do Atacama saindo do Brasil é pegar um voo até Santiago (Chile) e de lá uma conexão para a cidade de Calama, localizada a 101 km de San Pedro de Atacama, definitivamente o melhor lugar para se hospedar. Também é possível chegar de carro ou ônibus a partir de Santiago, mas a distância é muito grande (1629 km).

Há outras opções mais “mochileiras”, o que foi o nosso caso. Fomos para o Atacama por Salta na Argentina, cruzamos a cordilheira dos Andes em um ônibus até a cidade de Calama, e de lá pegamos outro até San Pedro (contaremos essa história em outro post). Foi uma viagem longa, mas incrível. Foram 510 km por lindas paisagens, uma imigração no meio da cordilheira, e uma duração de 12 horas.

Atacama como ir Viagem
Foto: Algum Lugar na Terra

ONDE FICAR

O melhor lugar para ficar é no povoado de San Pedro de Atacama. A deslumbrante paisagem que a circunda inclui deserto, salinas, vulcões, gêiseres, além de águas termais. As principais atrações estão nas proximidades e partem de San Pedro, além de ser o local com melhor estrutura de hospedagem e restaurantes. É um local pequeno, que pode ser percorrido a pé, então a escolha da hospedagem dependerá mais do seu gosto e de quanto está disposto a gastar, e não onde está localizada dentro do povoado.

QUANTO CUSTA VIAJAR PARA O DESERTO DO ATACAMA

Chile não é um país barato para viajar na América do Sul, talvez seja o mais caro deles. E, o deserto do Atacama por ser uma região turística muito conhecida, é um dos lugares mais caros do Chile. Mas, ainda assim, existem boas formas de economizar numa viagem ao Chile, contamos 6 maneiras simples e fáceis de fazer isso no Chile.

Hospedagem

É possível encontrar muitas opções na região, para todos os gostos e bolsos, desde hotéis com diárias acima dos R$ 1000, ou albergues com preços a partir de R$ 90 por pessoa. Busque a hospedagem que se enquadre no tipo de viagem que pretende fazer, e que caiba no seu orçamento. Um fator importante é ler os comentários de outros viajantes antes de realizar a reserva, normalmente expressam a realidade, o que ajuda a evitar um local com serviço ruim.

Alimentação

Os principais restaurantes estão localizados nas proximidades da Plaza de San Pedro de Atacama e não são muito baratos de maneira geral. Quando fomos, ficamos em um local com uma cozinha compartilhada, onde era possível cozinhar. Saímos para jantar fora uma vez e outra para almoçar. Alguns restaurantes oferecerem a opção de menu do dia por um preço mais acessível (entrada, prato principal e sobremesa). Abaixo listamos os preços do Café Adobe, que fomos quando estivemos em San Pedro. Os valores abaixo foram atualizados em abril de 2020.

Restaurante Deserto do Atacama
  • Coca-Cola: $ 1500 (Pesos Chilenos) – R$ 9,20
  • Água mineral: $ 1500 – R$ 9,20
  • Suco de Laranja: $ 2900 – R$ 17,80
  • Cerveja Long Neck: $ 2500 – R$ 15,30
  • Salada: $ 5900 – R$ 36,20
  • Filé “A Lo Pobre” prato individual – $ 9800 – R$ 60,11
  • Pizza Marguerita – $ 7500 – R$ 46,00
  • Spaghetti ao Pesto – $ 8300 – R$ 50,90
  • Menu do dia- $ 8500 – R$ 52,14
  • Café Espresso – $ 1000 – R$ 6,10

Foto: Café Adobe

Passeios turísticos

Não costumamos indicar empresas, mas essa agência gostamos bastante pela qualidade do serviço oferecido. Fizemos boa parte dos passeios no deserto do Atacama com a agência Whipala Expedition.

Uma dica extra que podemos dar é: negociar um desconto ao reservar mais de um passeio ou quando for pagar em dinheiro, as agências normalmente negociam um valor menor. Os valores abaixo estão atualizados (abril de 2020), e são os valores de tabela da agência Whipala.

  • Geyseres Del Tatio – $ 30000 – (R$ 184)
    • Duração: 7 horas e meia
  • Lagunas Altiplânicas (Lagunas Miscanti e Meñiques + Salar de Atacama) – $35.000 – (R$ 215)
    • Duração: 7 horas
  • Valle de La Luna – $18.000 – (R$117)
    •  Duração: 4 horas e meia
  • Laguna Cejar + Ojos del Salar + Tebenquiche – $20.000 – (R$ 123)
    •  Duração: 4 horas e meia
  • Salar de Tara*
    •  Duração: 10 horas

*Por questões ambientais, de preservação e recuperação da fauna e flora, os setores 1 e 2 da Reserva Nacional Los Flamencos (a qual engloba o roteiro tradicional ao Salar de Tara) estará fechado até 3 de junho de 2020.

Planejando uma viagem ao Chile ? Veja o Guia Completo que fizemos com as principais informações sobre o país.

Gostou ? Deu vontade de conhecer o deserto do Atacama ?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *